Sondagem sobre a reformulação do currículo - Resultados

Image: David Pisnoy / Unsplash.com

O currículo escolar deve mudar para incluir novos tópicos, o que deve envolver os professores e os dirigentes escolares, de acordo com os inquiridos na última sondagem do School Education Gateway. A sondagem constatou que alguns tópicos, como a saúde e a cidadania, já são, em certa medida, abordados, mas outros - a literacia financeira e o empreendedorismo, em particular - são ensinados com menos frequência.

A educação escolar está sob pressão para expandir o que é ensinado, adicionando novas disciplinas a um currículo já de si sobrecarregado para acompanhar o ritmo da mudança na sociedade. Como podem os currículos abranger elementos como a cidadania, a competência digital e socioemocional sem diluir os conteúdos existentes?

A expansão do currículo refere-se à tendência para adicionar novos elementos de conteúdo ao currículo sem identificar o que precisa de ser removido para manter o equilíbrio. Tal pode resultar numa sobrecarga curricular, a qual pode, por sua vez, manifestar-se através do seguinte:

  • Sobrecarga de conteúdos: um volume desproporcionado de conteúdos em relação ao tempo disponível para lecioná-los
  • Sobrecarga sentida: perceções dos professores e/ou dos alunos de um currículo sobrecarregado
  • Desequilíbrio curricular: prioridade dada a algumas disciplinas em detrimento de outras áreas curriculares

O recente relatório da OCDE sobre sobrecarga curricular lança luz sobre este problema e destaca desafios relacionados, como a distribuição do tempo letivo, o desenvolvimento profissional, a reformulação do currículo e o bem-estar dos alunos e dos professores. De que modo estas pressões para expandir o currículo o(a) afetaram a si e à sua escola?

Este inquérito pretendeu aferir os pontos de vista sobre os desafios e as soluções identificados pelos professores e pelas escolas em relação à expansão do currículo e, ao mesmo tempo, explorar ideias sobre a reformulação do currículo. Esteve aberto no School Education Gateway de 25 de janeiro a 14 de março e reuniu 630 inquiridos de 37 países, 87% dos quais eram professores e dirigentes escolares.

1. Em que medida a sua escola ou uma escola que conheça inclui os seguintes elementos?

Graph 1

De maneira nenhuma

Numa medida limitada

Em certa medida

Em grande medida

Em muito grande medida

As respostas sugerem que todos os tópicos foram, em certa medida, abordados. Os tópicos comunicados como sendo mais frequentemente abordados são a saúde física, a cidadania, o desenvolvimento social e emocional e a consciência intercultural, tendo entre 39% e 45% dos inquiridos afirmado que os tópicos são abordados em grande ou muito grande medida na sua escola ou numa escola que conhecem. Há uma abordagem considerável, porém menor, ao desenvolvimento profissional, ao desenvolvimento ambientalmente sustentável, às redes sociais e à forma de tratar a desinformação e o raciocínio computacional, abordados em 28% a 30% das escolas dos inquiridos. Os dois tópicos menos representados são a literacia financeira e o empreendedorismo, identificados em grande ou muito grande medida em 19% e 24% das escolas, respetivamente, e de maneira nenhuma ou em medida limitada em 53% e 46% das escolas.

2. Na sua opinião, quais são os desafios mais importantes associados à “expansão curricular” (adicionar mais tópicos) para a sua escola? Escolha as três preocupações mais importantes.

Graph 2

Mais uma vez, os nove desafios estiveram representados nas respostas. O desafio mais importante decorrente da expansão do currículo, com 40% das respostas, parece ser a motivação dos alunos. Outros desafios considerados particularmente importantes são a preparação dos professores para responder às alterações curriculares (37%) e o desenvolvimento profissional dos professores (34%). O desenvolvimento das competências dos alunos (25%), a necessidade de usar estratégias pedagógicas e de avaliação adicionais/diferentes na sala de aula (25%) e um maior volume da documentação e administração do currículo (24%) surgem como desafios menos importantes, mas apenas marginalmente.

3. Em que medida pensa que as seguintes soluções para a sobrecarga e o desequilíbrio curriculares são importantes?

Graph 3

Nada importantes

Não muito importantes

Neutras

Importantes

Muito importantes

De acordo com os participantes, as soluções mais importantes para a sobrecarga e o desequilíbrio curricular são o envolvimento dos professores e dos dirigentes escolares no processo de conceção e implementação (que 91% avaliaram como muito importante ou importante), a conceção do desenvolvimento profissional do professor de acordo com as alterações curriculares para apoiar a tomada de decisões (91%) e o estabelecimento de progressões de aprendizagem coerentes em cada ano e nível de ensino (87%). As soluções que parecem ser menos importantes são: restringir o número de tópicos ou disciplinas ensinados numa escola para manter a amplitude e a profundidade do conteúdo (73% consideraram-na como muito importante ou importante), incorporar novos temas ou competências em disciplinas existentes (80% consideraram-na como muito importante ou importante) e definir o conteúdo do currículo para determinados níveis/idades (77% consideraram-na como muito importante ou importante).

Muito poucos inquiridos classificaram uma afirmação como "náo muito importante" ou "nada importante", o que sugere que todas estas considerações são válidas para os autores dos currículos e os decisores políticos.

4. Pensa que o currículo deve mudar na sua escola ou em escolas do seu sistema educativo?

Graph 4

Os inquiridos são positivos em relação às alterações curriculares, 68% acreditando que o currículo escolar deve mudar, embora 21% sintam preocupação com os desafios que as alterações podem trazer. Outros 23% acreditam que poderiam ser feitas algumas alterações ao conteúdo do currículo para acolher novos tópicos. Apenas uma minoria afirma que não deve ocorrer qualquer alteração.

Conclusões

Os resultados da sondagem sugerem que, em certa medida, já fazem parte dos currículos escolares quatro tópicos: a saúde física, a cidadania, o desenvolvimento social e emocional e a consciência intercultural. No entanto, outros tópicos - principalmente a literacia financeira e o empreendedorismo - são menos amplamente abordados ou não são de todo abordados, apesar de o último ser uma das oito competências essenciais.

Os desafios mais importantes decorrentes da expansão do currículo são a motivação dos alunos, a preparação dos professores e o desenvolvimento profissional dos professores. Para fazer face a estes desafios, de acordo com os resultados da sondagem, os professores e os dirigentes escolares devem estar mais envolvidos na conceção do currículo e o desenvolvimento profissional dos professores deve ser tido em conta, juntamente com a coerência na progressão da aprendizagem em cada ano e nível de ensino. Estas conclusões parecem estar de acordo com o recente relatório da OCDE sobre sobrecarga curricular, que destaca a importância da motivação dos alunos, do papel dos professores e dirigentes escolares, bem como da coerência na abordagem à sobrecarga curricular.

Annexo: Função dos inquiridos

Graph 5