1. Governação escolar

1.2. Planeamento e monitorização escolar

As escolas que pretendam adotar uma «abordagem escolar integrada» para resolver problemas complexos devem envolver-se sistematicamente em planeamento estratégico colaborativo. Vão necessitar de um processo para integrar todas as suas atividades num plano coerente e monitorizar e avaliar o seu progresso. O plano de desenvolvimento/melhoria da escola serve de documento de referência que orienta as atividades da escola e facilita a monitorização e a autoavaliação. Enquanto plano estratégico, deve fixar de forma clara e simples as prioridades da escola, as principais medidas que adotará para elevar os padrões, os recursos necessários e as principais realizações e metas que tenciona alcançar num determinado período.

 

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

Centro de aprendizagem no TGM (Technologisches Gewerbemuseum)

O centro de aprendizagem foi implementado no TGM (um colégio técnico do ensino secundário) como experiência escolar no ano letivo 2016/17. Tem sido implementado no Departamento de Tecnologias da Informação (TI) da escola em duas das quatro turmas do primeiro ano (ou seja, nono ano).
No centro de aprendizagem, os alunos estudam 20 horas por semana autorreguladas. Dessas 20 horas, 9 dizem respeito a disciplinas gerais (Alemão, Inglês e Matemática) e 11 são dedicadas a disciplinas profissionais (Engenharia de Software, Engenharia de Sistemas, Tecnologias de Comunicação e Tecnologia de Rede). As outras 6 disciplinas (Geografia, História e Educação Política, Ciências Naturais, Religião, Desporto e Informática), que ocupam 13 horas por semana, ainda são lecionadas utilizando os métodos de ensino convencionais.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 4.1. Comunicação e informação

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Áustria

CONJUNTO DE FERRAMENTAS DE LIDERANÇA EDUCATIVA

A Rede Europeia da Direção e Gestão Escolar – EPNoSL desenvolveu ferramentas para facilitar a reflexão, a identificação de desafios e a definição dos domínios de ação prioritários, a fim de apoiar e reforçar a liderança escolar em prol da equidade e da aprendizagem. Estas ferramentas podem ser utilizadas por decisores políticos, autoridades escolares, agentes educativos, investigadores e institutos de formação em liderança. O conjunto de ferramentas de liderança educativa destina-se a apoiar o trabalho de análise do modo como os diferentes programas e políticas de liderança escolar interagem e influenciam a capacidade globalmente demonstrada pelos dirigentes e as suas escolas para enfrentarem com eficácia e persistência os desafios que se lhes colocam em matéria de equidade e aprendizagem nos seus estabelecimentos de ensino. Inclui vários materiais úteis, vídeos, estudos de caso e instrumentos relativos a diversos aspetos da liderança escolar.

Área: 1. Governação escolar

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

IndY (Aprendizagem Individualizada no centro escolar Ybbs)

No ano letivo 2015/16, o Schulzentrum Ybbs (um centro escolar composto por três escolas profissionais de ensino secundário) introduziu um conceito designado IndiY, que implica que 20 % do tempo de ensino se destine à aprendizagem individualizada. O IndY destina-se a melhorar os conhecimentos especializados, a motivação, a autorresponsabilidade, a autogestão, as competências colaborativas, a inteligência emocional e os métodos de aprendizagem dos alunos.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.1. Comunicação e informação; 5.2. Redes de partes interessadas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT

País: Áustria

Leadership in School

The project focuses on the role of school leadership in actively structuring the educational process for learning and equity.

The project builds on the achievements of the Comenius Network “European Policy Network on School Leadership (EPNoSL, 2011-2014)”.

The project involved two intense job shadowing activities in Vienna and Berlin. Good practice and obstacles were identified though feedback forms, and solidified in collaborative analysis and evaluation.

Tools to support leadership action were developed and tested by the two school principals in everyday school life, and analysed through questionnaires/surveys and subsequently evaluated and summed up in bilateral groups.

The film produced by the partners can be found here:

https://youtu.be/UJR9Opwg4QM

Área: 1. Governação escolar

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar

Língua: EN

País: Alemanha; Áustria

RESL.eu Toolkit for identifying and monitoring students and schools at risk of ESL

The toolkit developed as part of the valorisation of the findings by the Reducing Early School Leaving in Europe (RESL.eu) research project aims to support practitioners working with youth in identifying and monitoring students and schools in need of greater care and support. It is primarily focused on the situation of those young people who are at risk of school disengagement and early school leaving. The toolkit is primarily dedicated to school staff: principals, teachers, educators, pedagogical counsellors, class tutors and school psychologists. However, it might be also helpful for other educational specialists working in education policies and in alternative learning pathways.

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco

Língua: EN

País: Bélgica; Espanha; Hungria; Portugal; Suécia; Áustria

Travar o Abandono Escolar!

O objetivo geral do projeto é reduzir as taxas de abandono dos alunos no ensino e formação profissionais, mediante a disponibilização de materiais e ferramentas a orientadores e formadores, para estes desenvolverem as suas próprias competências no trabalho com grupos, detetarem potenciais abandonos e as características especiais de grupos de alunos, prestarem apoio adaptado às necessidades individuais e, desta forma, melhorarem a qualidade dos sistemas de ensino profissional.

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Alemanha; Eslovénia; República Checa; Áustria