2. Professores

2.4. O bem-estar dos professores

O bem-estar do professor é um estado emocional positivo que combina as necessidades e expectativas pessoais, tanto dos alunos como dos seus professores. O bem-estar do professor e a sua satisfação no trabalho influenciam fortemente o seu comportamento e estão positivamente relacionados com o ambiente da escola e da sala de aula e com o aproveitamento dos alunos. Pesquisas demonstram igualmente uma relação positiva entre a motivação dos professores e o desempenho e o bem-estar dos alunos. Além disso, o bem-estar dos professores está relacionado com a manutenção, na escola, de professores altamente qualificados, o que é especialmente importante para as escolas com alunos com necessidades elevadas. O bem-estar e a eficácia pessoal do professor também ajudam a combater o abandono escolar precoce, pelo que é essencial que os professores recebam o apoio de que necessitam.

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

ENhancing Teacher REsilience in Europe (ENTREE)

O projeto ENhancing Teacher REsilience in Europe (ENTREE) (Reforçar a Resiliência dos Professores na Europa) visa permitir que os jovens professores europeus melhorem a sua resiliência face às crescentes exigências resultantes da rápida evolução dos contextos escolares. Lançado em 2014, oferece aos professores diversas oportunidades de aprendizagem e ferramentas, tanto em linha como presencialmente, contando com o apoio de uma equipa de peritos internacionais de cinco países europeus (CZ, DE, IRL, MT, PT) e da Austrália. O projeto ENTREE define a resiliência dos professores como «o processo, a capacidade e o resultado de uma adaptação positiva e de um empenhamento e crescimento profissionais contínuos face a circunstâncias difíceis». Os professores são apoiados na utilização de recursos pessoais, profissionais e sociais, para resistirem e progredirem do ponto de vista profissional e pessoal, sentirem satisfação no seu trabalho, alimentarem convicções positivas sobre as suas capacidades, gozarem de bem-estar pessoal e manterem um empenhamento constante na sua profissão.

Área: 2. Professores

Subáreas: 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 2.4. O bem-estar dos professores

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Dinamarca; Irlanda; Malta; Portugal; República Checa

Nordic Projects to Combat School Dropout

The aim of the report Nordic Projects to Combat School Dropout is to improve and inspire new initiatives for young people, and to create enriching contacts between actors and organisations in the Nordic region.
The Nordic Web Resource on Dropout from Upper Secondary Education was a project commissioned by the Nordic Council of Ministers and run by the Nordic Welfare Centre between 2012 and 2015. The aim of the project was to compile good examples of initiatives aimed at increasing the proportion of young people in the Nordic region who complete upper secondary education.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 2.4. O bem-estar dos professores; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.1. Comunicação e informação; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 4.4. Aprendizagem familiar; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: EN

País: Dinamarca; Finlândia; Islândia; Noruega; Suécia