5. Participação das partes interessadas

5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

A criação de relações eficazes entre as escolas e a comunidade em geral pode ter um efeito importante na qualidade da aprendizagem. Estas relações podem igualmente alterar os fatores comunitários e estruturais que promovem a desigualdade educativa. As bibliotecas, os clubes desportivos e as associações de jovens, as ONG locais e outras organizações comunitárias que juntam os alunos e as respetivas famílias em torno de uma diversidade de atividades recreativas e apoiam o acesso a oportunidades de aprendizagem e serviços mais alargados podem estabelecer parcerias para reforçar os laços entre as escolas, as famílias e os alunos. Isto pode ser particularmente útil para os pais e as famílias oriundos de meios desfavorecidos ou para os pais que tiveram experiências escolares negativas no passado.

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

Ano de transição - uma experiência educativa alargada

O ano de transição disponibilizado em várias escolas irlandesas permite que os alunos (com cerca de 15 anos de idade) tenham uma experiência educativa alargada, com vista à aquisição de uma maior maturidade. Estabelecendo a ponte entre a conclusão do ensino básico e a continuação dos estudos ou da formação profissional, ajuda os alunos a transitarem do ambiente altamente estruturado do ensino básico para uma nova realidade em que terão de assumir maiores responsabilidades pela sua própria aprendizagem e pelas decisões que tomarem.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

Apoio à Liderança Escolar Inclusiva (SISL)

O projeto Apoio à Liderança Escolar Inclusiva (SISL – sigla em inglês) propôs-se investigar como promover a liderança inclusiva ao nível da escola e como fornecer ferramentas de apoio. O projeto considerou que a liderança para a educação inclusiva visa alcançar a plena participação em oportunidades de aprendizagem significativas, bem como elevado aproveitamento e bem-estar para todos os alunos, incluindo os mais vulneráveis à exclusão.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; GA; HR; HU; IS; IT; LT; LV; MK; MT; NL; NO; PL; PT; RO; RU; SK; SL; SR; SV; TR

País: Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Suécia; Suíça; Sérvia; Áustria

Aumentando o Sucesso de Todos os Alunos no Contexto de uma Educação Inclusiva

O projeto "Aumentando o Sucesso de Todos os Alunos no Contexto de uma Educação Inclusiva" (RA) teve como objetivo fornecer evidências de práticas eficazes com vista a aumentar o sucesso escolar, bem como a construir a capacidade de escolas e comunidades para incluir e apoiar todos os alunos.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; GA; HR; HU; IS; IT; LT; LV; MK; MT; NL; NO; PL; PT; RO; SK; SL; SR; SV; TR

País: Alemanha; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Suécia; Suíça; Áustria

CENTROS COMUNITÁRIOS DE APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA

A NESET – Rede de peritos em aspetos sociais da educação e da formação publica relatórios para profissionais e decisores políticos interessados na promoção da equidade e da inclusão na educação e na formação em toda a União Europeia. O documento visa examinar estratégias para a criação de centros comunitários de aprendizagem ao longo da vida nos Estados-Membros da UE. Explora provas e trabalhos de investigação sobre os benefícios e as vantagens da criação de tais centros, bem como as barreiras e dificuldades que impedem a sua criação e eficácia. O relatório conclui que os centros comunitários de aprendizagem ao longo da vida podem proporcionar simultaneamente a promoção de uma variedade de objetivos fundamentais de aprendizagem ao longo da vida, tais como a cidadania ativa, a inclusão/coesão social, a realização pessoal e social, o diálogo intercultural, bem como percursos profissionais.

Áreas: 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 4.1. Comunicação e informação; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 4.4. Aprendizagem familiar; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

INCLUD-ED EDUCAÇÃO EM FAMÍLIA

A Educação em Família é uma das Ações Educativas de Sucesso identificadas no projeto de investigação INCLUD-ED. Estratégias de inclusão e coesão social na Europa através da educação (Comissão Europeia, Sexto Programa-Quadro, 2006-2011).

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 4.4. Aprendizagem familiar; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

PARTICIPAÇÃO DOS PAIS PARA A PREVENÇÃO DO ABANDONO ESCOLAR PRECOCE

Este relatório visa informar e orientar o planeamento estratégico a curto e médio prazo dos 10 municípios participantes no programa Urbact - PREVENT, bem como o de todos os outros municípios, órgãos de poder local e escolas em toda a Europa no que respeita à participação dos pais na educação para a prevenção do abandono escolar precoce. A avaliação baseia-se numa análise de documentos do Conselho da UE e da Comissão sobre o abandono escolar precoce e a inclusão social, num diálogo e processo de consulta permanente com os 10 municípios que participam no projeto Urbact - PREVENT e questiona a investigação internacional pertinente para este domínio. O projeto PREVENT é financiado pelo programa Urbact da UE.

Áreas: 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 4.1. Comunicação e informação; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 4.4. Aprendizagem familiar; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

Prevenindo o insucesso escolar: Examinando o potencial das políticas de educação inclusiva a nível sistémico e a nível individual

O projeto Prevenir o Insucesso Escolar (PSF – sigla em inglês) teve como objetivo abordar a falta de inclusão e justiça no sistema educativo, dando destaque . O objetivo era examinar as evidências que sugerem que as políticas de educação inclusiva têm potencial para prevenir o insucesso escolar – tanto em relação aos indivíduos como ao sistema em geral. 

 

 

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; GA; HR; HU; IS; IT; LT; LV; MK; MT; NL; NO; PL; PT; RO; SK; SL; SR; SV; TR

País: Alemanha; Eslováquia; Estónia; Finlândia; Grécia; Irlanda; Islândia; Letónia; Malta; Reino Unido; República Checa; Suécia; Sérvia

Youthreach Ireland

The National Youthreach Programme in Ireland provides second-chance education and training to early school leavers aged 15-20 years. The programme, which is run by the Irish Department of Education and Skills, is focused on formal education, training and work experience. The programme is now a crucial part of the Irish education and training continuum and a fundamental element in the government’s response to early school leaving and educational disadvantage.
Interagency work is included in Youthreach’s quality standards. Links are established and maintained with schools, the Department of Education and Skills, related agencies and initiatives, employment services, social care and health promotion, and other services and local organisations targeting young people.
Youthreach offers young people the opportunity to identify options for adult life and to acquire certification. As the programme operates on a full-time, year-round basis, Youthreach has a continuous intake policy. Around 6,000 youth participate in this program. The programme lasts two years. Students attend full-time and on a year-round basis.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: EN

País: Irlanda

Mostrar os resultados 10 seguintes