5. Participação das partes interessadas

5.3. Parcerias: empregadores e empresas

A sensibilização e a compreensão do mundo do trabalho fazem parte da educação e a melhor forma de as alcançar é por meio de parcerias entre empresas e escolas. Estas parcerias produzem benefícios significativos para todos os envolvidos, mas beneficiam sobretudo os jovens em termos de sensibilização e experiência do mundo do trabalho, compreensão das exigências de um emprego e das expectativas do empregador, bem como a pertinência da educação para as necessidades do empregador.

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

Apoio à Liderança Escolar Inclusiva (SISL)

O projeto Apoio à Liderança Escolar Inclusiva (SISL – sigla em inglês) propôs-se investigar como promover a liderança inclusiva ao nível da escola e como fornecer ferramentas de apoio. O projeto considerou que a liderança para a educação inclusiva visa alcançar a plena participação em oportunidades de aprendizagem significativas, bem como elevado aproveitamento e bem-estar para todos os alunos, incluindo os mais vulneráveis à exclusão.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; GA; HR; HU; IS; IT; LT; LV; MK; MT; NL; NO; PL; PT; RO; RU; SK; SL; SR; SV; TR

País: Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Suécia; Suíça; Sérvia; Áustria

Jump@school – Testando um modelo para combater o abandono escolar precoce

Para prevenir o abandono escolar precoce (AEP), o projeto Jump@school desenvolveu e testou um modelo de intervenção inovador e avaliou o seu impacto na atitude de alunos vulneráveis no contexto da escola. O projeto envolveu um consórcio de dez parceiros de seis países, quatro escolas e 480 alunos entre os 14 e os 17 anos.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.1. Bem estar dos alunos; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; GA; HR; HU; IS; IT; LT; LV; MK; MT; NL; NO; PL; PT; RO; SK; SL; SR; SV; TR

País: Alemanha; Espanha; Itália; Polónia; Turquia; Áustria

Travar o Abandono Escolar!

O objetivo geral do projeto é reduzir as taxas de abandono dos alunos no ensino e formação profissionais, mediante a disponibilização de materiais e ferramentas a orientadores e formadores, para estes desenvolverem as suas próprias competências no trabalho com grupos, detetarem potenciais abandonos e as características especiais de grupos de alunos, prestarem apoio adaptado às necessidades individuais e, desta forma, melhorarem a qualidade dos sistemas de ensino profissional.

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Refugiados, migrantes e romanichéis; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Alemanha; Eslovénia; República Checa; Áustria

Tutoria para Jovens (Jugendcoaching)

A Tutoria para Jovens oferece orientação a jovens com 14 anos ou mais. Os seus principais grupos-alvo incluem alunos do nono ano, jovens que não trabalham, não estudam nem seguem uma formação (NEET) até aos 19 anos e jovens com necessidades educativas especiais até aos 24 anos. Visa reduzir o abandono escolar precoce e apoiar os alunos na escolha de uma futura carreira e/ou percurso educativo. A participação na Tutoria para Jovens é gratuita e voluntária.

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.1. Bem estar dos alunos; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Refugiados, migrantes e romanichéis; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.1. Comunicação e informação; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT

País: Áustria

Volunteering@WU

O programa «Volunteering@WU - Lernen macht Schule» trabalha com crianças de contextos socialmente desfavorecidos e auxiliares de alunos, encorajando a responsabilidade social e as atividades de voluntariado. O programa segue os princípios da aprendizagem com base no serviço.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Refugiados, migrantes e romanichéis; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Áustria

Mostrar os resultados 10 seguintes