4. Participação dos pais

4.2. Participação dos pais na governação da escola

Reforçar as parcerias entre a família e a escola e aumentar a participação dos pais na tomada de decisões educativas pode ser extremamente eficaz no combate ao abandono escolar. Uma maior participação dos pais nas decisões relacionadas com a aprendizagem e com a organização da escola e das suas atividades promove a transparência e uma melhor adaptação às necessidades familiares atuais e cria um maior sentido de responsabilidade partilhada em torno da educação. Na maioria dos países europeus, o papel dos pais nas escolas é reconhecido por lei e os seus direitos estão garantidos por disposições regulamentares que descrevem pormenorizadamente a natureza desses direitos. Existem procedimentos que visam garantir os direitos dos pais de participar nalguns processos de tomada de decisão das escolas, por exemplo, através da representação dos pais nas direções e nos conselhos executivos das escolas. Por conseguinte, os pais são incentivados a participar, por intermédio dos seus representantes eleitos, nos diferentes órgãos escolares, nomeadamente nos conselhos executivos e nos conselhos de turma.

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

Brave’s Club: Zero Violence from age zero

To improve the school climate, a group of schools from the Learning Communities project decided to create the Brave’s Club. It is based on a “dialogical model of conflict prevention”. Since the Club started in 2014, it has made progress in eradicating school violence in both primary and secondary schools. This strategy is making it easier to bring together effective evidence-informed practices on preventing violence in classrooms in general, and more specifically, gender violence.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: EN

País: Espanha

CONJUNTO DE FERRAMENTAS PARA OS PAIS - APOIO AOS PAIS EM ETAPAS FUNDAMENTAIS DA ESCOLARIDADE

O «Conjunto de ferramentas para os pais» visa facilitar o diálogo com os pais para os ajudar a compreender os desafios associados à educação dos filhos.  O «conjunto de ferramentas para os pais » contém uma série de ferramentas que facilitam as relações entre as escolas e as famílias. Baseia-se no princípio da responsabilidade partilhada: os pais são responsáveis pela educação dos filhos e a escola é responsável pela educação dos alunos, devendo uns e outra colaborar para que as crianças obtenham resultados positivos.

Área: 4. Participação dos pais

Subáreas: 4.1. Comunicação e informação; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: França

LIVRO DO INCLUD-ED SOBRE AÇÕES EDUCATIVAS DE SUCESSO

 

Esta monografia analisa e descreve ações educativas de sucesso com especial incidência em grupos vulneráveis. São fornecidos dados concretos que revelam o sucesso no desempenho escolar, bem como relatos de crianças, professores e famílias sobre o impacto deste sucesso. Paralelamente, apresenta-se uma análise da relação entre o desempenho escolar destas crianças e a sua inclusão ou exclusão de diferentes áreas da sociedade. A monografia indica ações para o sucesso identificadas através do projeto INDLUD-ED, apresentando, por conseguinte, dados contrastados e desenvolvimento e fundamentos teóricos sólidos. Alguns exemplos destas ações são grupos interativos, o alargamento do período de aprendizagem, clubes de trabalhos de casa, bibliotecas tutoradas, a participação da família e da comunidade na educação, a educação familiar ou reuniões literárias dialógicas. Todas estas ações foram definidas como ações educativas de sucesso, o que significa que propiciam a eficiência e a equidade. Por último, a monografia inclui e debate recomendações relativas a políticas e práticas.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais

Subáreas: 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; FYROM (Macedónia); Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

Malmaskolan

To improve student success and prevent early school leaving, the Malmaskolan established a Student Health Team, comprised of a school nurse, a special education teacher, the principal, the school counselor, the leisure-time pedagogues, the study and career counselor, a social worker, the school physician and a school psychologist. Since 2005, this Health Team has been the core for the development of teaching at the school, and is a hub for both teaching and school development. They have open meetings thrice weekly where teachers can discuss issues, and where a wide range of potential measures to support students is identified.

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 2.4. O bem-estar dos professores; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 5.1. Equipas multidisciplinares

Língua: EN

País: Suécia

Nordic Projects to Combat School Dropout

The aim of the report Nordic Projects to Combat School Dropout is to improve and inspire new initiatives for young people, and to create enriching contacts between actors and organisations in the Nordic region.
The Nordic Web Resource on Dropout from Upper Secondary Education was a project commissioned by the Nordic Council of Ministers and run by the Nordic Welfare Centre between 2012 and 2015. The aim of the project was to compile good examples of initiatives aimed at increasing the proportion of young people in the Nordic region who complete upper secondary education.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 2.4. O bem-estar dos professores; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.1. Comunicação e informação; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 4.4. Aprendizagem familiar; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: EN

País: Dinamarca; Finlândia; Islândia; Noruega; Suécia

PARTICIPAÇÃO DOS PAIS PARA A PREVENÇÃO DO ABANDONO ESCOLAR PRECOCE

Este relatório visa informar e orientar o planeamento estratégico a curto e médio prazo dos 10 municípios participantes no programa Urbact - PREVENT, bem como o de todos os outros municípios, órgãos de poder local e escolas em toda a Europa no que respeita à participação dos pais na educação para a prevenção do abandono escolar precoce. A avaliação baseia-se numa análise de documentos do Conselho da UE e da Comissão sobre o abandono escolar precoce e a inclusão social, num diálogo e processo de consulta permanente com os 10 municípios que participam no projeto Urbact - PREVENT e questiona a investigação internacional pertinente para este domínio. O projeto PREVENT é financiado pelo programa Urbact da UE.

Áreas: 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 4.1. Comunicação e informação; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 4.4. Aprendizagem familiar; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; FYROM (Macedónia); Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

POTHOLES – INICIATIVA DE PARTICIPAÇÃO DOS PAIS NA IRLANDA

A iniciativa POTHOLES constitui um excelente exemplo de escolas da Irlanda que estabelecem contacto com famílias marginalizadas de formas alternativas aos métodos tradicionais e formais de participação. A iniciativa POTHOLES foi criada em janeiro de 2011 com o objetivo de ajudar os pais de diferentes origens e culturas a reunirem-se com outros pais da sua própria escola e de escolas semelhantes para a partilha de experiências. Um dos principais objetivos consiste em contar com a participação de pais que possam sentir-se isolados ou não familiarizados com o sistema de ensino, implicá-los mais estreitamente nas atividades e decisões escolares e apresentar-lhes uma série de oportunidades de aprendizagem.

Área: 4. Participação dos pais

Subáreas: 4.1. Comunicação e informação; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

PRINED – Educação Inclusiva na Eslováquia

O projeto PRINED tem por objeto a inclusão de crianças e alunos de origem socialmente desfavorecida. O principal objetivo do projeto consiste em melhorar o sucesso escolar no ensino obrigatório.

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 5.1. Equipas multidisciplinares

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Eslováquia

Programa de Conclusão do Ensino

O Programa de Conclusão do Ensino (SCP – School Completion Programme) da Irlanda faz uma série de intervenções locais em comunidades desfavorecidas, que apoiam a permanência dos jovens no ensino. O programa permite que as comunidades locais desenvolvam estratégias personalizadas para maximizar os níveis de participação dos jovens em risco de abandono escolar precoce no processo de ensino. O programa visa jovens específicos em idade escolar, tanto na escola como fora da escola, e organiza apoios para dar resposta às desigualdades no acesso ao ensino, na participação no mesmo e nos respetivos resultados. O SCP constitui um elemento do plano Proporcionar Igualdade de Oportunidades nas Escolas (DEIS – Delivering Equality of Opportunity in Schools), que constitui um instrumento político para a inclusão no ensino.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.1. Bem estar dos alunos; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 5.2. Redes de partes interessadas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

Rede europeia contra o acosso juvenil em ambientes de aprendizagem e de lazer (ENABLE)

Este projeto apoia o desenvolvimento de competências de aprendizagem socioemocional dos jovens dos 11 aos 14 anos e promove o apoio interpares para combater e reduzir o acosso juvenil (bullying). Os programas de aprendizagem socioemocional melhoram as competências sociais, emocionais e académicas dos alunos, nomeadamente a sua sociabilidades e as atitudes perante si próprios e os outros, reduzindo os níveis de sofrimento emocional. Os sistemas de apoio interpares reduzem o impacto negativo do acosso juvenil nas suas vítimas e ajudam-nas a denunciar tais situações. O projeto aplica uma abordagem escolar integrada, que inclui os jovens, o pessoal docente e não-docente, os pais e a comunidade em geral. Afasta-se, assim, da perspetiva bidimensional do acosso juvenil, circunscrita à vítima e ao agressor, e analisa a dinâmica social e de grupo presente numa escola ou num ambiente de lazer, a fim de combater os vários fatores que contribuem para o problema. Em cada um dos países participantes, a rede ENABLE deu formação a uma equipa de embaixadores, que estão disponíveis para fornecer informações e orientações às escolas e organizações que desejem aplicar o programa.

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 3.1. Bem estar dos alunos; 4.2. Participação dos pais na governação da escola

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Bélgica; Croácia; Dinamarca; Grécia; Reino Unido; Roménia

Mostrar os resultados 10 seguintes