3. Apoio aos alunos

3.8. Apoio seletivo: língua

As salas de aula multilingues são uma realidade crescente nos países da UE: há cada vez mais crianças em idade escolar que têm uma língua materna diferente da língua principal de ensino na escola e que necessitam de apoio linguístico suplementar. O ensino deve adaptar-se às várias formas de fortalecer os conhecimentos linguísticos dos alunos imigrantes provenientes de diferentes contextos linguísticos. Nas escolas e salas de aula multilingues, é possível alguns alunos falarem uma língua em casa e outra na escola; alguns ou todos os alunos estão a aprender a língua de ensino.

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

A ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS PRIMÁRIAS EUROPEIAS EM COLÓNIA, ALEMANHA

Em Colónia, bem como em todas as grandes cidades alemãs, existe uma grande percentagem de crianças que aprendem alemão como segunda língua, pelo que o sistema de ensino teve de se adaptar gradualmente a esta situação. A câmara municipal aproveitou a oportunidade para criar a Associação de Escolas Primárias Europeias a fim de oferecer às crianças a possibilidade de desenvolverem duas línguas além da sua língua materna. As 13 escolas afiliadas utilizam as línguas de origem mais comuns como línguas de instrução, além do alemão, e oferecem o ensino de línguas adicionais enquanto disciplina distinta.

Área: 3. Apoio aos alunos

Sub-área: 3.8. Apoio seletivo: língua

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Alemanha

Ambiente de avaliação para encorajar práticas e ferramentas de mentoria internacionais em contexto escolar (E-EVALINTO)

E-EVALINTO procura promover a mentoria entre pares para reduzir o abandono escolar precoce entre alunos migrantes e reconhecer o valor da interculturalidade. Procura ainda desenvolver uma abordagem TIC para avaliar, gerir e desenvolver atividades para contextos interculturais. Este projeto, fundado pelo Erasmus+, tem como foco os processos de tomada de decisão e a identificação de diferentes padrões nas situações em análise

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Refugiados, migrantes e romanichéis; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; GA; HR; HU; IS; IT; LT; LV; MK; MT; NL; NO; PL; PT; RO; SK; SL; SR; SV; TR

País: Chipre; Espanha; Irlanda; Itália; Polónia

ANO LIVRE PARA OS MIGRANTES RECÉM-CHEGADOS

Trata-se de um programa de instrução de preparação para o ensino básico e destina-se aos alunos de origem migrante cujas competências na língua finlandesa ou sueca e/ou outras capacidades não sejam suficientes para estudar num grupo de ensino pré-primário ou básico. O objetivo consiste em apoiar o desenvolvimento equilibrado dos alunos e a sua integração na sociedade finlandesa, bem como proporcionar-lhes as competências necessárias para que possam frequentar o ensino básico. Caso necessário, o programa prevê a possibilidade de estudo de outras disciplinas, mas com destaque para a aquisição de competências na língua finlandesa ou sueca. Este modelo de ensino toma em consideração as diferenças dos alunos em termos de idade, capacidades de aprendizagem e origens.

Área: 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Refugiados, migrantes e romanichéis

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Finlândia

Apoio à Capacitação e Integração das Famílias de Refugiados (SOFIE)

O SOFIE foi um projeto Erasmus+ com a duração de 2 anos e meio que abordou a necessidade europeia da integração social de famílias de refugiados, tendo em conta que são um dos grupos mais vulneráveis nas sociedades de acolhimento. Os parceiros de projeto da Áustria, Itália, Chipre, Turquia e Suécia juntaram-se de modo a promover a integração profissional, social e cultural dos migrantes e refugiados.

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Refugiados, migrantes e romanichéis; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; GA; HR; HU; IS; IT; LT; LV; MK; MT; NL; NO; PL; PT; RO; SK; SL; SR; SV; TR

País: Chipre; Itália; Turquia; Áustria

Berättarministeriet – O Ministério das Histórias

A Berättarministeriet (O Ministério das Histórias) é uma fundação que apoia os professores e alunos em zonas socioeconomicamente desfavorecidas a desenvolverem a linguagem através da narração de histórias. É uma iniciativa privada que colabora de perto com municípios e escolas e está ativa há dez anos

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; GA; HR; HU; IS; IT; LT; LV; MK; MT; NL; NO; PL; PT; RO; SK; SL; SR; SV; TR

País: Suécia

Comparemos as nossas línguas: aprendizagem de línguas por comparação

Toda a aprendizagem de línguas é baseada na comparação consciente ou inconsciente entre as línguas que já conhecemos e as que aprendemos. Este aspeto pode ser transformado num recurso valioso nas salas de aula confrontadas com o desafio da integração cultural e linguística de alunos recém-chegados de muitos países diferentes.

Área: 3. Apoio aos alunos

Sub-área: 3.8. Apoio seletivo: língua

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: França

CONJUNTO DE FERRAMENTAS LUCIDE SOBRE MULTILINGUISMO NA EDUCAÇÃO

A maior mobilidade e a mudança dos padrões de migração estão a ter grande impacto nos sistemas de ensino em todo o mundo. A necessidade de dotar todo o pessoal escolar, aos vários níveis, das competências necessárias para trabalhar eficazmente com crianças que desconhecem a língua do país de acolhimento já se faz sentir há algum tempo. Não são apenas as crianças recém-chegadas ao país que necessitam de apoio, os alunos bilingues também têm de ser apoiados. Crescer e viver numa família em que são faladas duas ou mais línguas altera as capacidades linguísticas e a forma como as crianças aprendem. Os alunos bilingues têm, por conseguinte, necessidades específicas, exigindo, em especial, recursos de aprendizagem específicos, nos quais o seu desenvolvimento e aprendizagem futuros se possam alicerçar.

Área: 3. Apoio aos alunos

Sub-área: 3.8. Apoio seletivo: língua

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

IndY (Aprendizagem Individualizada no centro escolar Ybbs)

No ano letivo 2015/16, o Schulzentrum Ybbs (um centro escolar composto por três escolas profissionais de ensino secundário) introduziu um conceito designado IndiY, que implica que 20 % do tempo de ensino se destine à aprendizagem individualizada. O IndY destina-se a melhorar os conhecimentos especializados, a motivação, a autorresponsabilidade, a autogestão, as competências colaborativas, a inteligência emocional e os métodos de aprendizagem dos alunos.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Refugiados, migrantes e romanichéis; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.1. Comunicação e informação; 5.2. Redes de partes interessadas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT

País: Áustria

INICIATIVAS PARA MELHORAR A LITERACIA

As iniciativas destinadas a melhorar a literacia dos alunos, em Malta, inserem-se no contexto mais geral da Estratégia Nacional de Literacia para Todos, que procurou consolidar os programas nacionais em vigor e envolveu mais de 8 000 alunos por ano. As escolas podem planear e organizar os seus próprios projetos de apoio à literacia para os alunos que deles necessitem. Estas iniciativas são financiadas por meio de subvenções concedidas, principalmente, pelas autoridades locais.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.8. Apoio seletivo: língua; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Malta

KOALA: competências linguísticas e cognitivas em escolas multilingues

O método KOALA (KOordnierte ALphabetisierung im Anfangsunterricht – ensino coordenado da leitura no ensino básico) é um conceito inovador de ligação entre o ensino da leitura e as competências multilingues, introduzido nas escolas do primeiro ciclo do ensino básico de vários Länder (estados federados) alemães. Na Renânia do Norte-Vestefália, está a ser gradualmente alargado e adaptado à evolução da população estudantil das cidades.

Área: 3. Apoio aos alunos

Sub-área: 3.8. Apoio seletivo: língua

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Alemanha

Mostrar os resultados 10 seguintes