3. Apoio aos alunos

3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular

As atividades didáticas extracurriculares e extraescolares tanto podem seguir uma vertente fortemente educativa como uma abordagem de aprendizagem e desenvolvimento mais informal. Estas atividades, quando compatíveis e coerentes com os objetivos pedagógicos, podem criar oportunidades suplementares para os jovens «brilharem», bem como aumentar a sua motivação e gerar um sentimento de pertença à escola que, de outro modo, talvez não fosse possível. Devem ser concebidas atividades didáticas extracurriculares e extraescolares para complementar a ministração do programa curricular e maximizar a participação e inclusão social dos alunos. Podem ser desenvolvidas em cooperação com os pais, organizações locais, serviços e ONG, e com a participação de voluntários provenientes da comunidade.

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

Ano de transição - uma experiência educativa alargada

O ano de transição disponibilizado em várias escolas irlandesas permite que os alunos (com cerca de 15 anos de idade) tenham uma experiência educativa alargada, com vista à aquisição de uma maior maturidade. Estabelecendo a ponte entre a conclusão do ensino básico e a continuação dos estudos ou da formação profissional, ajuda os alunos a transitarem do ambiente altamente estruturado do ensino básico para uma nova realidade em que terão de assumir maiores responsabilidades pela sua própria aprendizagem e pelas decisões que tomarem.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

CLUBES MATINAIS/DO PEQUENO-ALMOÇO

Nas escolas irlandesas, as diferentes iniciativas destinadas a facilitar a inclusão social e a igualdade incluem clubes de pequenos-almoços, clubes de almoços, clubes de xadrez e clubes de trabalhos de casa. As escolas promovem os benefícios de pequenos-almoços matutinos – que melhoram a assiduidade e permanência na escola, a pontualidade e a interação com adultos, permitindo que os alunos se divirtam enquanto desenvolvem competências sociais, satisfazem as necessidades nutricionais e desenvolvem relações positivas entre a escola e a família.

Área: 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

Creating Peace

The aim of the project Creating Peace is to encourage and coach students with special educational needs to develop their transversal skills, especially interpersonal and intrapersonal skills and critical reading and thinking to help them to integrate more easily into local society.

During the first year, students learned about the Thirty Years´ War, how it influenced lives of people and how peace was reached. They looked for successful solutions of conflicts in their national history in general, discussed other possibilities and tried to draw inspiration from it for their lives. Students were coached to improve their critical reading and thinking. They expressed their impressions and feelings through comic, art object, song, rap, drama, etc.

Área: 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem

Língua: EN

País: Alemanha; França; Noruega; Polónia; República Checa

INCLUD-ED EDUCAÇÃO EM FAMÍLIA

A Educação em Família é uma das Ações Educativas de Sucesso identificadas no projeto de investigação INCLUD-ED. Estratégias de inclusão e coesão social na Europa através da educação (Comissão Europeia, Sexto Programa-Quadro, 2006-2011).

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 4.4. Aprendizagem familiar; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

IndY (Individualized Learning at the school centre Ybbs)

In the school year 2015/16 the Schulzentrum Ybbs (a school center consisting of three vocational upper secondary schools) introduced a concept called IndY, which involves that 20% of the teaching time is intended for individualized learning. IndY aims at improving students’ expertise, motivation, self-responsibility, self-management, collaborative skills, emotional intelligence and learning methods.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.1. Comunicação e informação; 5.2. Redes de partes interessadas

Língua: EN

País: Áustria

Iniciativa «Escola aberta» na França

Esta iniciativa promove a integração social e académica dos alunos e contribui para assegurar o sucesso educativo geral.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: França

InnoOmnia

InnoOmnia, in the city of Espoo, Finland, was founded in 2011. It is the first multi-sector vocational education centre in Finland where entrepreneurs may run their businesses jointly with students and teachers. Work and vocational education are part of a blended learning approach. One of the key aims of the programme is to improve the appeal of vocational education, and to offer “21st century learning” opportunities.
Services include:
1. Entrepreneurship support for current and aspiring entrepreneurs, primarily in arts and crafts or the service sectors.
2. Work-based/on-the-job learning programmes
3. Innovation and piloting of new teaching methods in the context of vocational education, g, e.g. gamification, mobile learning, entrepreneurial teaching methods
4. Teacher and school leader professional development for K-12 and vocational sectors

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular

Língua: EN

País: Finlândia

JOPO – EDUCAÇÃO BÁSICA FLEXÍVEL

A Finlândia tem vindo a desenvolver métodos de ensino inovadores e procedimentos de resposta às necessidades individuais com recurso à aprendizagem baseada nas necessidades, ao ensino de grupos de pequena dimensão, à aprendizagem no local de trabalho e a diferentes contextos de aprendizagem para reduzir o abandono escolar.

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Finlândia

LISTA DE VERIFICAÇÃO E RECOMENDAÇÕES PARA A PREVENÇÃO DO ABSENTISMO E DO ABANDONO ESCOLAR

É incontestável que, em vários casos de absentismo e abandono escolar precoce, são necessárias intervenções de caráter médico, psicológico, social, educativo e jurídico, mas a investigação também mostra claramente que, em todos os casos, o pessoal escolar e docente pode ter uma influência decisiva. Este documento contém uma lista de verificação a utilizar na autoavaliação das escolas, 59 recomendações pormenorizadas para melhorar a frequência escolar, o empenhamento dos alunos e a cultura escolar, propostas de acordos de comportamento e exemplos de questionários para professores e pais. As medidas recomendadas são prioritariamente dirigidas a professores, diretores de escolas e pais. O documento foi traduzido do manual da autoria de Nairz-Wirth, Feldmann, Diexer (2012): Handlungsempfehlungen für Lehrende, Schulleitung und Eltern zur erfolgreichen Prävention von Schulabsentismus und Schulabbruch.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 4.1. Comunicação e informação; 5.2. Redes de partes interessadas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Áustria

Metodologias de ensino Mais Sucesso

Em Portugal, a TurmaMais  proporciona apoio adicional a grupos selecionados de alunos com competências semelhantes. A medida destina-se a anos letivos específicos de acordo com as necessidades dos alunos nos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário. As metodologias consistem na TurmaMais e no Projeto Fénix, que constituem modelos de organização de turmas destinados apoiar a aprendizagem de todos os alunos.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.3. Direção escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 4.1. Comunicação e informação; 5.1. Equipas multidisciplinares

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Portugal

Mostrar os resultados 10 seguintes