3. Apoio aos alunos

3.5. Aprendizagem e avaliação

Os professores devem ter flexibilidade para adaptar e personalizar as suas aulas, no sentido de suprir as diversas necessidades dos alunos. As abordagens centradas no aluno, com a inclusão de técnicas mais ativas e interativas, tais como o ensino e a aprendizagem com base no questionamento e em projetos, bem como a aprendizagem cooperativa, têm demonstrado ser benéficas. A organização escolar e das aulas, incluindo a utilização do espaço e do tempo, devem servir de apoio às várias necessidades dos alunos e aos diversos métodos pedagógicos. As equipas pedagógicas (professor mais assistente ou adjunto) utilizam vários instrumentos e materiais («ensino em equipa» ou «coensino»). A participação da família nos contextos educativos abre novas vias para prestar apoio adicional aos professores, a fim de garantir o cumprimento do objetivo de ensino e aprendizagem de elevada qualidade.

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

GRUPOS INTERATIVOS DO INCLUD-ED

Os Grupos Interativos constituem uma das Ações Educativas de Sucesso (AES) identificadas no projeto de investigação INCLUD-ED. O projeto analisou as estratégias educativas que contribuem para superar as desigualdades e promover a coesão social, bem como as que conduzem à exclusão social, com especial incidência em grupos vulneráveis e marginalizados. Os Grupos Interativos são utilizados para melhorar a educação de crianças e jovens em diferentes contextos. Consistem no agrupamento de alunos numa turma em pequenos grupos heterogéneos, cada um dos quais apoiado por um adulto. Cada um destes grupos é organizado em redor de quatro ou cinco alunos, de forma heterogénea em termos de capacidade, sexo, cultura, língua e etnia. Este exemplo permite compreender os Grupos Interativos e os resultados da sua prática.

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais

Subáreas: 2.1. Aptidões e competências dos professores; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

JOAQUIM RUYRA ELEMENTARY SCHOOL, the Miracle School (Hospitalet de Llobregat, Spain)

The Joaquim Ruyra Elementary School is located in a disadvantaged suburban district of Barcelona. In the 2016-2017 school year, 92% students were immigrants representing 28 different nationalities (including Pakistan, Morocco, Georgia, Colombia, the Dominican Republic, Ecuador, Peru, the Philippines, China, Bangladesh, Senegal, and the USA) or from minority background (Romani). The school has a 40% mobility rate.  

National and international press have referred to the school as the miracle school as it had achieved academic outcomes above the average in the Catalan standardised tests, outperforming elite schools in the Catalonia region.

All classes in the school feature group work 40% to 60% of the time. The groups mix students of different abilities, genders and nationalities.  The small groups are designed to ensure that no one is left out, and students are encouraged to participate actively.  Each group is facilitated by an adult (e.g. a classroom assistants, a parent).  Psychologists and special education teachers may also work in the classrooms, and they support volunteer parents, teachers and the students.  The extra support and student interaction are considered as essential for supporting and reinforcing children’s learning. 

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 4.1. Comunicação e informação; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 4.4. Aprendizagem familiar; 5.1. Equipas multidisciplinares; 5.2. Redes de partes interessadas; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: EN

País: Espanha

ProsocialLearn

ProsocialLearn is creating fun educational games for children to learn social and emotional well-being skills. By working together, teachers and game developers are creating new learning opportunities for inclusive education. The project wants to create a prosocial game development and distribution platform in order to distribute prosocial digital games from game companies to the educational sector and work with communities of teachers in Europe to evaluate their approach. Digital games can be tailored to teach the benefits of cooperation, as well as the ability to recognise the emotions of others and express trustworthiness – prosocial skills – helping children to appreciate team-work, recognise the value of understanding other people’s needs and achieve academically.
The games are targeted in particular at children at risk of social exclusion, who find it difficult to show empathy, and include hidden indicators that measure the development of a child’s skills. ProsocialLearn also developed a platform where teachers can track their pupils’ progress and plan lessons that incorporate the games.

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação

Língua: EN

País: Alemanha; Espanha; Finlândia; Grécia; Itália; Reino Unido; Roménia; Suécia

School innovation in Europe: promoting project-based learning and links with the school community at the Sierra Nevada Primary School

To improve students’ learning outcomes and the level of engagement with the school has developed a transformation project structured around seven key elements for school improvement: school climate, school image, academic excellence, methodological change, development of emotional intelligence, introduction of art in school and openness to the community. During the first years of the project, the emphasis was made on the two key areas: methodological change through the implementation of project-based learning and strengthening links of the school with families and communities.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 4.1. Comunicação e informação; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas; 4.4. Aprendizagem familiar

Língua: EN

País: Espanha

The CARMA Toolkit: A step-by-step guide for implementing collaborative learning to increase student motivation and participation

The CARMA Toolkit fosters collaborative learning approaches in schools, based on non-formal learning (NFL) techniques, for learners who have been identified as being at risk of early school leaving and/or low achievement. The Toolkit provides practical resources for classroom practices and to transform school cultures to improve student motivation and participation. Involvement of the wider community in supporting collaborative learning is also encouraged. A Competence Assessment Model supports teachers to assess learners’ collaborative skills. A teacher’s diary to track implementation and learner progress accompanies the Toolkit.. The Toolkit is available in full and short versions in 8 languages English, Spanish, Italian, French, German, Portuguese, Dutch and Turkish.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.3. Direção escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem

Língua: EN

País: Bélgica; Espanha; França; Itália; Portugal; Turquia; Áustria