3. Apoio aos alunos

3.5. Aprendizagem e avaliação

Os professores devem ter flexibilidade para adaptar e personalizar as suas aulas, no sentido de suprir as diversas necessidades dos alunos. As abordagens centradas no aluno, com a inclusão de técnicas mais ativas e interativas, tais como o ensino e a aprendizagem com base no questionamento e em projetos, bem como a aprendizagem cooperativa, têm demonstrado ser benéficas. A organização escolar e das aulas, incluindo a utilização do espaço e do tempo, devem servir de apoio às várias necessidades dos alunos e aos diversos métodos pedagógicos. As equipas pedagógicas (professor mais assistente ou adjunto) utilizam vários instrumentos e materiais («ensino em equipa» ou «coensino»). A participação da família nos contextos educativos abre novas vias para prestar apoio adicional aos professores, a fim de garantir o cumprimento do objetivo de ensino e aprendizagem de elevada qualidade.

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

Evaluation environment for fostering intercultural mentoring tools and practices at school (E-EVALINTO)

E-EVALINTO aims to promote peer mentorship to reduce early school leaving among migrant students and to acknowledge the value of interculturality, as well as develop an ICT framework for assessing, managing and developing activities for intercultural contexts. The Erasmus+ funded project focuses on decision-making processes and the identification of different patterns in the situations analysed.

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.4. Cooperação dentro dos sistemas educativos; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.7. Acompanhamento de alunos em situação de risco; 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos

Língua: EN

País: Chipre; Espanha; Irlanda; Itália; Polónia

GRUPOS INTERATIVOS DO INCLUD-ED

Os Grupos Interativos constituem uma das Ações Educativas de Sucesso (AES) identificadas no projeto de investigação INCLUD-ED. O projeto analisou as estratégias educativas que contribuem para superar as desigualdades e promover a coesão social, bem como as que conduzem à exclusão social, com especial incidência em grupos vulneráveis e marginalizados. Os Grupos Interativos são utilizados para melhorar a educação de crianças e jovens em diferentes contextos. Consistem no agrupamento de alunos numa turma em pequenos grupos heterogéneos, cada um dos quais apoiado por um adulto. Cada um destes grupos é organizado em redor de quatro ou cinco alunos, de forma heterogénea em termos de capacidade, sexo, cultura, língua e etnia. Este exemplo permite compreender os Grupos Interativos e os resultados da sua prática.

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais

Subáreas: 2.1. Aptidões e competências dos professores; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria