2. Professores

2.1. Aptidões e competências dos professores

O papel do docente torna-se cada vez mais vasto e exigente. Espera-se que os professores usem uma grande variedade de métodos, ferramentas e abordagens e que os adaptem às necessidades dos alunos. Precisam igualmente de possuir as competências e aptidões necessárias para criar um ambiente positivo na sala de aula e para trabalhar em colaboração com outras partes interessadas dentro e fora da escola, por forma a proporcionar apoio em tempo útil aos alunos.

 

Mostrar mais

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

Ensino em equipa na Irlanda

Durante muitos anos, na Irlanda, tal como noutros países, o ensino em equipa foi uma abordagem relativamente pouco utilizada e bastante desvalorizada de apoio à aprendizagem. O Inquérito Internacional sobre Ensino e Aprendizagem da OCDE (TALIS, 2009), realizado em 24 países, indica que é na sala de aula que os professores do ensino secundário regular menos colaboram entre si sob a forma de ensino em equipa. A edição mais recente do TALIS (2013) destaca a importância desta forma de ensino para apoiar a aprendizagem dos professores e dos alunos, ao mesmo tempo que reconhece a sua adoção relativamente lenta em muitos contextos.

Área: 2. Professores

Subáreas: 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

GRUPOS INTERATIVOS DO INCLUD-ED

Os Grupos Interativos constituem uma das Ações Educativas de Sucesso (AES) identificadas no projeto de investigação INCLUD-ED. O projeto analisou as estratégias educativas que contribuem para superar as desigualdades e promover a coesão social, bem como as que conduzem à exclusão social, com especial incidência em grupos vulneráveis e marginalizados. Os Grupos Interativos são utilizados para melhorar a educação de crianças e jovens em diferentes contextos. Consistem no agrupamento de alunos numa turma em pequenos grupos heterogéneos, cada um dos quais apoiado por um adulto. Cada um destes grupos é organizado em redor de quatro ou cinco alunos, de forma heterogénea em termos de capacidade, sexo, cultura, língua e etnia. Este exemplo permite compreender os Grupos Interativos e os resultados da sua prática.

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais

Subáreas: 2.1. Aptidões e competências dos professores; 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 3.10. Apoio seletivo: necessidades educativas especiais e dificuldades de aprendizagem; 4.3. Espaços para os pais e participação nas atividades educativas

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria

Home School Community Liaison Scheme

«A experiência irlandesa demonstra claramente que as iniciativas de educação baseadas nas escolas podem elevar o nível educativo dos adultos envolvidos e infundem um sentimento geral de capacitação na comunidade local. A participação dos pais, sobretudo nas zonas socioeconomicamente desfavorecidas, não beneficia apenas as crianças e a escola: constitui um aspeto fundamental da aprendizagem ao longo da vida.» (Os pais como parceiros no ensino, OCDE 1997)

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.3. Direção escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 4.1. Comunicação e informação; 5.1. Equipas multidisciplinares

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

Serviço de Desenvolvimento Profissional de Professores (PDST)

O PDST foi criado em setembro de 2010 como um serviço genérico, integrado e intersetorial às escolas, sendo apoiado pelo Irish Department of Education and Skills (Ministério da Educação e das Qualificações irlandês). Atualmente, é o maior serviço de apoio destinado a proporcionar oportunidades de aprendizagem profissional a professores e dirigentes escolares em vários domínios pedagógicos, curriculares e educativos. Entre as principais prioridades figuram o apoio à liderança escolar, a autoavaliação das escolas, a avaliação escolar, as TIC para fins de ensino e aprendizagem, a inclusão, a saúde e o bem-estar, e as disciplinas e programas pós-primário. O PDST faculta desenvolvimento e apoio profissional contínuos através de uma equipa de professores do ensino primário e pós-primário destacados das suas escolas para nele trabalharem. O sítio Web do PDST contém páginas dedicadas à saúde e bem-estar dos docentes, incluindo recursos e ligações sobre a preservação do seu bem-estar físico e mental no local de trabalho, e oferece sessões de formação e seminários presenciais para professores.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.4. O bem-estar dos professores

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda