ESPAÇO PARA OS PAIS NAS ESCOLAS

Tal como noutros países, as escolas francesas dispõem em geral de um espaço especificamente consagrado aos pais. Este espaço proporciona oportunidades para que os pais se reúnam, participem nas atividades de aprendizagem, melhorem o seu entendimento da escola e desenvolvam a sua relação com os funcionários da escola.

A lei de 8 de julho de 2013 (Loi d’orientation et de programmation pour la refondation de l’école de la République du 8 juillet 2013) estabeleceu uma base jurídica para a criação de uma sala específica para os pais (Espace parents) em todas as escolas.

Em seguida, apresentam-se dois exemplos de escolas que dedicam um espaço específico aos pais. O primeiro é a escola primária «Les Géraniums», em Lyon, que dispõe de um «espaço de acolhimento aos pais» (Lieu Accueil Parents, LAP) há cerca de 15 anos. O LAP é um espaço físico que se encontra à disposição dos pais durante o horário escolar. Os seus principais objetivos são os seguintes:

  • Contribuir para estreitar a relação entre pais e professores,
  • Alterar perceções negativas mútuas,
  • Promover a colaboração e a participação dos pais em várias atividades escolares.

Um assistente social encontra-se disponível no LAP oito horas por semana e organiza atividades regulares para os pais, tais como reuniões sobre questões específicas, para lhes prestar informações sobre o funcionamento do sistema de ensino francês, para conhecerem outros professores e para trocarem impressões sobre a educação dos seus filhos com os serviços sociais e de saúde municipais. Os pais recebem ainda apoio dos funcionários da escola (diretor, professores).

Os pais podem visitar o LAP em qualquer momento e a sala é utilizada pelos próprios pais como ponto de encontro para debater e partilhar experiências do seu papel enquanto pais de crianças em idade escolar e para se apoiarem mutuamente. Encontra-se disponível um cantinho com brinquedos para os pais que venham acompanhados de crianças pequenas. A sala dispõe igualmente de livros, informações sobre as regras e atividades da escola, bem como sobre atividades culturais, sociais, desportivas e de lazer na zona. Com a ajuda do assistente social, a sala é utilizada para organizar debates sobre questões relacionadas com a escola (por exemplo, sobre o funcionamento da escola) ou para organizar reuniões com especialistas externos (por exemplo, membros da rede de professores assistentes para alunos com dificuldades de aprendizagem, assistentes sociais ou pessoal médico). Além disso, foram criadas várias atividades que permitem aos pais participar mais ativamente na vida escolar, tais como: oficinas de culinária para fazer e vender bolos a fim de financiar uma atividade escolar; preparação de sacos para os alunos que pretendam requisitar livros da biblioteca da escola (atividade que também promoveu a sensibilização para a importância da leitura); um espetáculo de fantoches, que os pais organizam e realizam para os alunos da escola.

No Collège Schoelcher, também em Lyon, foi criado um «Espace Accueil Parents». A sala encontra-se à disposição dos pais das crianças que frequentam a escola secundária ou uma das cinco escolas primárias do bairro, sendo o assistente social que presta serviço nesta escola o mesmo que acompanha o LAP da escola primária Les Géraniums. Tal facilita a adesão dos pais à sala, uma vez que já estão habituados a frequentar um espaço semelhante na escola primária.
Os objetivos do espaço dedicado aos pais são a integração das famílias, a realização de atividades de promoção de um melhor conhecimento da escola secundária e do seu funcionamento, a prestação de apoio aos serviços de orientação para os alunos, a promoção de valores republicanos e de cidadania. O Espaço para os Pais proporciona uma série de atividades, nomeadamente:

  1. Cursos de línguas para adultos (francês como segunda língua) para grupos que variam entre o nível de iniciação e a preparação para o acesso à universidade. Este curso permite que os pais:
  • Melhorem o seu nível de francês (compreensão, oralidade, leitura e escrita) a fim de compreenderem melhor os documentos escritos relativos à educação dos seus filhos e participarem em interações orais com os professores.
  • Conheçam o funcionamento da escola, bem como as suas expectativas, e estreitem a colaboração com os professores.
  • Compreendam o funcionamento do sistema de ensino a fim de poderem acompanhar a educação dos seus filhos.
  • Compreendam os princípios e os valores da república, bem como a sua aplicação na sociedade francesa.

As características da ação incluem o seguinte:

  • Cinco grupos de 12-15 pessoas, supervisionados por funcionários substitutos, titulares de um diploma em francês como língua estrangeira ou por professores do ensino secundário;
  • Percurso com uma duração de 120 horas durante um ano letivo (mínimo de 60 horas), sendo possível efetuar nova matrícula no ano seguinte, até ao limite de três anos;
  • Possível preparação para o diploma inicial de língua francesa (DILF) e para o diploma de estudos em língua francesa A1 (DELF A1), mas sem financiamento dos diplomas;
  • É gratuito para os participantes;
  1. Atividades relacionadas com questões de saúde:
  • Uma sessão com um dietista, com uma oficina de culinária;
  • Oficina de forma física para mães;
  • Oficina de primeiros socorros.
  1. Oficina de cidadania: esta oficina trabalha com os pais na publicação de um jornal que analisa questões relacionadas com cidadania – por exemplo, utilização de telemóveis na escola, a evolução do bairro, a qualidade do ensino e do sucesso dos alunos após o ensino secundário, o comportamento dos alunos quando saem da escola.
  2. Tutorias (frequentemente asseguradas pelos professores da escola secundária a título voluntário) de introdução a temas como o inglês, o espanhol, o alemão e as tecnologias da informação (TI).
Tipo
Prática
País
França
Língua
BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV
Nível escolar
Primary; Secondary
Nível da intervenção
Universal
Intensidade da intervenção
Periódica
Fonte de financiamento
Financiamento local; Governo nacional