GRUPOS INTERATIVOS DO INCLUD-ED

Os Grupos Interativos constituem uma das Ações Educativas de Sucesso (AES) identificadas no projeto de investigação INCLUD-ED. O projeto analisou as estratégias educativas que contribuem para superar as desigualdades e promover a coesão social, bem como as que conduzem à exclusão social, com especial incidência em grupos vulneráveis e marginalizados. Os Grupos Interativos são utilizados para melhorar a educação de crianças e jovens em diferentes contextos. Consistem no agrupamento de alunos numa turma em pequenos grupos heterogéneos, cada um dos quais apoiado por um adulto. Cada um destes grupos é organizado em redor de quatro ou cinco alunos, de forma heterogénea em termos de capacidade, sexo, cultura, língua e etnia. Este exemplo permite compreender os Grupos Interativos e os resultados da sua prática.

Os Grupos Interativos (GI) são uma das Ações Educativas de Sucesso (AES) identificadas no projeto de investigação INCLUD-ED: Estratégias de inclusão e coesão social na Europa através da educação (Comissão Europeia, 6.º Programa-Quadro, 2006-2011). O projeto INCLUD-ED analisou as estratégias educativas que contribuem para ultrapassar as desigualdades e promover a coesão social, bem como as que conduzem à exclusão social, com especial incidência em grupos vulneráveis e marginalizados. As AES que apoiam a educação de alunos em risco têm componentes universais que se revelaram transferíveis para contextos muitos diversos, conduzindo ao sucesso educativo. Os GI são utilizados para melhorar a educação de crianças e jovens em diferentes contextos em todo o mundo.

O enquadramento teórico subjacente aos GI parte da vasta literatura científica que aponta para o impacto negativo do agrupamento de capacidades na aprendizagem, nas expectativas e na autoestima dos alunos, na possibilidade de aprender com os pares e de progredir para grupos com capacidades mais elevadas, especialmente no caso de alunos vulneráveis, para além da necessidade de multiplicar e diversificar as interações a que os alunos são expostos. Em consonância com abordagens notáveis das ciências da educação, os GI envolvem e promovem a quantidade e a qualidade das interações de todos os alunos com uma abordagem dialógica da aprendizagem. A teoria da aprendizagem dialógica sustenta que os alunos compreendem de forma aprofundada o conhecimento das disciplinas e iniciam processos de transformação pessoal e social através de diálogos que são igualitários, reconhecem e desenvolvem a inteligência cultural de cada pessoa, visam uma transformação, reforçam a dimensão instrumental do diálogo, baseiam-se no valor da solidariedade, funcionam como fontes de criação de significado e baseiam-se na igualdade de valor das diferentes origens, a qual promovem. Por conseguinte, os GI contam com a participação de todos os que influenciam direta ou indiretamente a aprendizagem e o desenvolvimento dos alunos, nomeadamente os professores, familiares, amigos, vizinhos, membros de associações e de organizações de bairro e voluntários locais.

Os GI podem ser utilizados como uma prática independente, mas também são aplicados nas escolas como «Comunidades de Aprendizagem», a par de outras AES, tais como Reuniões Literárias Dialógicas e Educação Familiar. As «Comunidades de Aprendizagem» constituem um projeto baseado numa intervenção em toda a escola para combater o abandono escolar precoce e melhorar o desempenho escolar e a coesão social. Em consequência das melhorias obtidas nestas escolas, a Comissão Europeia e o Conselho da Europa recomendaram que as escolas fossem consideradas «comunidades de aprendizagem» para reduzir o abandono escolar precoce e melhorar os resultados da aprendizagem.

Tipo
Prática
País
Albânia; Alemanha; Bulgária; Bélgica; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Islândia; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Macedónia do Norte; Malta; Noruega; Países Baixos; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia; Sérvia; Turquia; Áustria
Língua
BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV
Nível escolar
Pre-school; Primary; Secondary
Nível da intervenção
Segmentado; Universal
Intensidade da intervenção
Contínua
Fonte de financiamento
Financiamento europeu

I've worked using Interactive Groups for 2 years now and I can say that they really work! Students are happier to come to the class and the love doing activities with their parents or members of the educational community. I've used them in Spanish, Maths and English lessons.

Traduzir (Apenas para os utilizadores registados)