SALAS DE ESTUDO PARA ALUNOS DE ETNIA CIGANA

As salas de estudo (Tanoda) foram criadas na Hungria, com apoio de fundos da UE, na década de 1990, com o objetivo de prestar apoio aos alunos desfavorecidos e de etnia cigana. As salas de estudo oferecem uma gama abrangente de serviços de apoio aos jovens, com destaque para a aprendizagem. As salas de estudo proporcionam apoio à aprendizagem, programas extracurriculares ricos e apoio adicional noutros domínios, se necessário. Na sala de estudo, os alunos recebem ajuda com os trabalhos de casa, os trabalhos da aula e desenvolvem as suas competências de aprendizagem e um espírito de comunidade.

Na Hungria, onde o sistema de ensino se tornou altamente seletivo na década de 1990, as oportunidades de aprendizagem para os alunos desfavorecidos e de etnia cigana são limitadas em comparação com as da maioria dos estudantes. As escolas frequentadas por alunos desfavorecidos e de etnia cigana estão normalmente localizadas em zonas remotas no norte e nordeste do país. As condições financeiras, de infraestruturas e de recursos humanos destas escolas são consideradas fracas.

Na década de 1990, um modelo experimental de aprendizagem organizada fora da escola foi criado por alguns advogados e professores jovens, com o objetivo de prestar apoio aos alunos desfavorecidos e de etnia cigana a fim de os preparar para realizar o exame de conclusão do ensino secundário (12.º ano) que lhes permite transitar para o ensino superior.

A partir de 2004, foram utilizados fundos da UE para criar «salas de estudo» em pequenas regiões e povoações desfavorecidas do país. Os objetivos dos projetos consistiam em assegurar um melhor aproveitamento dos alunos, reduzir os obstáculos à aprendizagem e reforçar a identidade cultural dos alunos. 

A sala de estudo é uma zona comunitária que se baseia nas necessidades locais e na participação voluntária dos jovens e é gerida por uma organização não governamental, com uma infraestrutura independente. Presta serviços complexos, focados no desenvolvimento pessoal global, a que de outra forma certas crianças e jovens que vivem na periferia social não teriam acesso.

Os principais objetivos das salas de estudo são os seguintes: melhorar as relações professor-aluno; proporcionar um espaço de aprendizagem para alunos desfavorecidos; integrar os pais de etnia cigana na comunidade; identificar e apoiar crianças dotadas; reduzir o abandono escolar precoce, a repetição de anos e o desemprego; desenvolver competências sociais para o mercado de trabalho; melhorar a vida cultural; proporcionar atividades extracurriculares para jovens desfavorecidos; oferecer emprego a trabalhadores pouco qualificados; reforçar as relações entre as escolas e a comunidade; proporcionar formação para futuros professores; oferecer orientação e refeições aos alunos.

Tipo
Prática
País
Hungria
Língua
BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV
Nível escolar
Primary; Secondary
Nível da intervenção
Segmentado
Intensidade da intervenção
Contínua
Fonte de financiamento
Financiamento europeu