3. Apoio aos alunos

As necessidades dos alunos devem constituir o foco central da educação. Todos os alunos têm direito a um ensino de elevada qualidade, a um programa curricular pertinente, a avaliações adequadas e a oportunidades de aprendizagem «equivalentes» e valorizadas. As escolas devem proporcionar um ambiente que contemple a diversidade dos alunos, designadamente as várias necessidades de aprendizagem, a fim de maximizar o potencial de cada jovem. Deve ser delineado um ensino de qualidade e ajustado aos alunos, ao invés de os forçar a ajustarem-se a um sistema vigente. Esta abordagem deverá garantir a sua participação no processo de aprendizagem, bem como a perceção de um propósito claro para os seus estudos. Trata-se de incentivos importantes para a sua permanência no sistema escolar.

Mostrar mais

Pesquisar por sub-área: ( Pesquisar todas as áreas )

Recursos ( Pesquisar todos os recursos )

Note que por enquanto o conteúdo nas páginas de recursos só está disponível em inglês.

A ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS PRIMÁRIAS EUROPEIAS EM COLÓNIA, ALEMANHA

Em Colónia, bem como em todas as grandes cidades alemãs, existe uma grande percentagem de crianças que aprendem alemão como segunda língua, pelo que o sistema de ensino teve de se adaptar gradualmente a esta situação. A câmara municipal aproveitou a oportunidade para criar a Associação de Escolas Primárias Europeias a fim de oferecer às crianças a possibilidade de desenvolverem duas línguas além da sua língua materna. As 13 escolas afiliadas utilizam as línguas de origem mais comuns como línguas de instrução, além do alemão, e oferecem o ensino de línguas adicionais enquanto disciplina distinta.

Área: 3. Apoio aos alunos

Sub-área: 3.8. Apoio seletivo: língua

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Alemanha

A minha educação, o meu emprego, o meu futuro

O projeto «A minha educação, o meu emprego, o meu futuro» tem por objetivo prevenir o abandono escolar precoce, bem como incentivar e inspirar os alunos a prosseguirem os seus estudos.

Áreas: 1. Governação escolar; 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 1.2. Planeamento e monitorização escolar; 1.3. Direção escolar; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.4. Programas curriculares e percursos educativos; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Chipre

AFEV – APOIO ÀS FAMÍLIAS FRÁGEIS POR ESTUDANTES VOLUNTÁRIOS

A AFEV é uma organização francesa que desenvolve iniciativas focadas nos pais de origem socioeconómica desfavorecida. É uma organização sem fins lucrativos que presta apoio aos pais em zonas urbanas desfavorecidas. A AFEV recrutou uma rede de 8 000 estudantes em toda a França que se voluntariam para prestar orientação temporária aos pais.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais

Subáreas: 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 4.1. Comunicação e informação

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: França

Ano de transição - uma experiência educativa alargada

O ano de transição disponibilizado em várias escolas irlandesas permite que os alunos (com cerca de 15 anos de idade) tenham uma experiência educativa alargada, com vista à aquisição de uma maior maturidade. Estabelecendo a ponte entre a conclusão do ensino básico e a continuação dos estudos ou da formação profissional, ajuda os alunos a transitarem do ambiente altamente estruturado do ensino básico para uma nova realidade em que terão de assumir maiores responsabilidades pela sua própria aprendizagem e pelas decisões que tomarem.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.3. Orientação profissional e apoio; 3.6. Aprendizagem alargada e extracurricular; 5.3. Parcerias: empregadores e empresas; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

ANO LIVRE PARA OS MIGRANTES RECÉM-CHEGADOS

Trata-se de um programa de instrução de preparação para o ensino básico e destina-se aos alunos de origem migrante cujas competências na língua finlandesa ou sueca e/ou outras capacidades não sejam suficientes para estudar num grupo de ensino pré-primário ou básico. O objetivo consiste em apoiar o desenvolvimento equilibrado dos alunos e a sua integração na sociedade finlandesa, bem como proporcionar-lhes as competências necessárias para que possam frequentar o ensino básico. Caso necessário, o programa prevê a possibilidade de estudo de outras disciplinas, mas com destaque para a aquisição de competências na língua finlandesa ou sueca. Este modelo de ensino toma em consideração as diferenças dos alunos em termos de idade, capacidades de aprendizagem e origens.

Área: 3. Apoio aos alunos

Sub-área: 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Irlanda

ANO LIVRE PARA OS MIGRANTES RECÉM-CHEGADOS

Trata-se de um programa de instrução de preparação para o ensino básico e destina-se aos alunos de origem migrante cujas competências na língua finlandesa ou sueca e/ou outras capacidades não sejam suficientes para estudar num grupo de ensino pré-primário ou básico. O objetivo consiste em apoiar o desenvolvimento equilibrado dos alunos e a sua integração na sociedade finlandesa, bem como proporcionar-lhes as competências necessárias para que possam frequentar o ensino básico. Caso necessário, o programa prevê a possibilidade de estudo de outras disciplinas, mas com destaque para a aquisição de competências na língua finlandesa ou sueca. Este modelo de ensino toma em consideração as diferenças dos alunos em termos de idade, capacidades de aprendizagem e origens.

Área: 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 3.8. Apoio seletivo: língua; 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Finlândia

APOIO AOS ALUNOS DE ETNIA CIGANA NA FINLÂNDIA

A Finlândia introduziu medidas de apoio à participação das crianças de etnia cigana no ensino básico de qualidade. Entre 2008 e 2011, foi afetado a estas medidas um total de 1,8 milhões de EUR. Uma abordagem extremamente bem-sucedida é a introdução de assistentes escolares de etnia cigana para apoiar os jovens alunos da mesma etnia.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 3.9. Apoio seletivo: migrantes, ciganos; 4.1. Comunicação e informação; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: Finlândia

ATD QUART MONDE - MÓDULO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

A ATD Quart Monde é uma ONG francesa que trabalha com pessoas que se encontrem ou já se tenham encontrado numa situação de pobreza. Entre outras iniciativas, colabora com universidades populares (universités populaires) existentes em França, com o objetivo de gerar e recolher conhecimentos especializados, junto dos seus membros - participantes, sobre várias questões, nomeadamente a parentalidade e a perceção da escola.

Áreas: 2. Professores; 3. Apoio aos alunos

Subáreas: 2.1. Aptidões e competências dos professores; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 2.3. Formação inicial de professores e desenvolvimento profissional contínuo de professores; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos

Língua: BG; CZ; DA; DE; EL; EN; ES; ET; FI; FR; HR; HU; IT; LT; LV; MT; NL; PL; PT; RO; SK; SL; SV

País: França

Beanstalk, Children’s Literature Charity

Beanstalk, a Children’s Literature Charity in England, was founded in 1973. Working closely with partner schools, they recruit, train and support volunteers to provide reading support for children between ages 3 and 13
The volunteers work one-to-one with children (with each volunteer working with one to three children), coming to the school for three hours each week over the course of a school year. To help build the child’s confidence and create trust, they may read, play and talk with the children. The Beanstalk book box is an important resource with appropriate books and games
Volunteers are asked to make a commitment to work with children for a full school year. Over time, the volunteer and the child build a trusting relationship, and the volunteer is able to learn more about the challenges children experience as they are learning.
The Charity currently reaches approximately 11,000 children across England annually.

Áreas: 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais

Subáreas: 3.5. Aprendizagem e avaliação; 3.11. Apoio seletivo: origem em meios socioeconómicos desfavorecidos; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: EN

País: Reino Unido

Brave’s Club: Zero Violence from age zero

To improve the school climate, a group of schools from the Learning Communities project decided to create the Brave’s Club. It is based on a “dialogical model of conflict prevention”. Since the Club started in 2014, it has made progress in eradicating school violence in both primary and secondary schools. This strategy is making it easier to bring together effective evidence-informed practices on preventing violence in classrooms in general, and more specifically, gender violence.

Áreas: 1. Governação escolar; 2. Professores; 3. Apoio aos alunos; 4. Participação dos pais; 5. Participação das partes interessadas

Subáreas: 1.1. Cultura e clima escolar; 2.2. Os professores e o seu relacionamento com alunos e pais; 3.1. Bem estar dos alunos; 3.2. Participação dos alunos na vida escolar; 4.2. Participação dos pais na governação da escola; 5.4. Parcerias: organizações comunitárias e sociedade civil

Língua: EN

País: Espanha

Mostrar os resultados 10 seguintes