Educação física: é apenas uma questão de manter os alunos em forma?

A educação física (EF) beneficia os alunos não apenas em termos de boa forma e saúde, mas também em termos de capacidade para realizar e compreender a atividade física, que tem vantagens de longo prazo . Devido aos seus inúmeros benefícios, a promoção da atividade física tem recebido cada vez mais atenção a nível europeu. Neste artigo, descobriremos quatro iniciativas exemplares e inspiradoras em educação física.

Deslindar a inclusão na educação física primária

DIPPE é um projeto Erasmus+ destinado a disponibilizar aos professores estratégias de EF inclusivas. A ideia foi proceder a um levantamento da situação atual com respeito a informações e recursos sobre inclusão na EF primária e desenvolver, em seguida, apoio para os professores em relação aos desafios associados à inclusão através de recursos de acesso livre e aberto e de um pacote de ferramentas para professores.

Teve assim origem o sítio web do projeto, com informações e ferramentas pedagógicas, incluindo materiais de ensino, informações sobre diferentes tipos de condições médicas e um glossário com vários termos para incluir todas as crianças na EF primária. Desta forma, assegura-se o bem-estar, a literacia física e a atividade física das crianças ao longo da vida.

Aprendizagem pela ação para crianças nas escolas 2

O projeto ALCIS2 incentiva as crianças a refletir sobre diferentes opções de estilo de vida com respeito à atividade física, à gestão do stress e ao bem-estar geral, tendo em vista um impacto a longo prazo. O projeto combina aulas de exercícios com uma orientação lúdica com materiais educativos sobre questões de estilo de vida. Foi implementado em dez países participantes e integrou mais de 20 000 alunos, o que excedeu as expetativas iniciais.

Os resultados incluem um guia de boas práticas com recomendações, bem como o que deve e o que não deve fazer-se em termos de implementação, atividades de seguimento e um guia para professores que contém instruções claras para planear aulas, além de informações de referência e resultados de aprendizagem. As crianças, os professores e os parceiros destacaram os aspetos positivos do projeto, mas também propuseram algumas melhorias para o futuro.

Progredir para ser saudável e feliz

Move up to be healthy and happy Erasmus project

Imagem: Ficha de Projeto Erasmus+ | Erasmus+ (europa.eu)

O projeto "Progredir para ser saudável e feliz" (Move up to be healthy and happy) abordou problemas de saúde, nutrição, desenvolvimento físico e pessoal, integração e assimilação das crianças. O projeto foi criado para instilar atitudes em prol da saúde nas crianças através da promoção do desporto de base no recreio escolar e apoiar crianças, pais e professores de seis países europeus: República Checa, Itália, Polónia, Portugal, Roménia e Reino Unido.

Dois anos após a implementação, os parceiros criaram um blogue comum e uma plataforma do projeto para disseminar as atividades do projeto e, de modo mais geral, um estilo de vida saudável. Além disso, foi criado um manual para crianças em seis línguas com informações sobre saúde adaptadas à idade do destinatário: conselhos sobre nutrição e desporto, receitas para refeições saudáveis e propostas desportivas. Os parceiros também criaram materiais educativos para todos os grupos-alvo, como os cenários de aulas de educação física. Para mais informações, consultar um resumo dos resultados.

Atividade e alimentação: pequenos passos para seres mais saudável

Small Steps to a Healthier You Erasmus project

Imagem: Ficha de Projeto Erasmus+ | Erasmus+ (europa.eu)

O projeto "Atividade e alimentação: pequenos passos para seres mais saudável" (Activity & Eating: Small Steps to a Healthier You) teve como objetivo melhorar o estilo de vida dos alunos, orientando-os ao longo das duas áreas de atividade e alimentação. A finalidade principal foi reanalisar os hábitos de alimentação dos alunos e mostrar-lhes como podem seguir uma dieta diária saudável. Os três pilares do projeto consistiram em: a) melhor a saúde através de uma boa nutrição, b) exercer as opções locais, c) ser ativo de maneira própria.

Além dos efeitos a longo prazo sobre a saúde, os parceiros do projeto produziram também resultados concretos, como um guia informativo intitulado “Activity & Eating: Small Steps to a Healthier You” (o principal resultado do projeto), uma série em vídeo sobre alimentação saudável, uma canção educativa e um conjunto de fichas com receitas em seis línguas.

Para explorar projetos anteriores e em curso sobre educação escolar e financiados pela UE, visite a Plataforma de Resultados dos Projetos Erasmus+.